Obesidade canina: mitos e verdades

Pug com obesidade canina.

Você sabia que em média 1 a cada 3 cachorros está obeso ou apresenta sobrepeso? É por isso que a obesidade canina é tão preocupante, sendo a afecção nutricional que mais acomete os nossos pets.

Dos vários fatores que podem predispor a obesidade em cães, os principais são:

  • idade
  • raça
  • sexo
  • castração
  • alimentação
  • nível de atividade física
  • questões de saúde

Como saber se o meu cão está obeso?

Para saber se um cão está acima ou abaixo do peso, é preciso avaliar a sua condição corporal através da visualização e palpação de partes específicas de seu corpo, e assim colocá-lo dentro de uma escala de 1 a 9. Por isso, é de extrema importância que haja o acompanhamento de um médico veterinário que irá indicar qual é o peso ideal de seu dog.

Cão magro, escore 1 a 3, costelas visíveis, possível perda muscular e de massa. Cão normal, escore 4 a 5, linha de cintura perfeita e barriga marcada, as últimas costelas podem ser visíveis. Cão gordinho, escore 6 a 7, linha da cintura pouco marcada, difícil de ver as costelas, costas largas. Cão plus size, escore 8 a 9, linha da cintura inexistente, precisando fazer uma dieta.

Cães obesos podem apresentar diversos problemas de saúde, como por exemplo:

  • sobrecarga das articulações
  • desequilíbrios hormonais
  • redução da locomoção
  • dificuldade respiratória
  • maior risco de câncer

 

Assim, é essencial realizar o controle do peso de seu dog, de forma a garantir que ele esteja saudável e em seu peso adequado. Dessa forma, ele terá uma vida mais longa e feliz!

E como combater a obesidade canina?

De fato, a alimentação natural é uma ótima opção para cães com necessidades de perda de peso. Isso porque, dentre os seus benefícios, ela tem 70% de umidade, o que faz com que o seu dog possa ingerir uma grande quantidade de alimento (em torno de 3 vezes mais que a ração) e ainda assim chegue em seu peso ideal com saúde e bem-estar.

Além disso, é super importante que o seu dog receba exercícios que promovam um gasto de calorias, sendo também momentos de conexão entre você e seu cachorro.

Por fim, para falar mais sobre esse tema, nossa veterinária Gabriela vem responder mitos e verdades da obesidade canina. Confira no vídeo a seguir:

Inscreva-se também em nosso Canal no YouTube para conferir mais vídeos! 🐾

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também